Blog

Mantenha-se atualizado com os últimos artigos
como-encontrar-vagas-emprego-oportunidades-guia-completo

Como encontrar vagas de emprego e oportunidades – Guia completo

O mercado de trabalho tem se tornado cada vez mais concorrido, com isso vem tem sido difícil se destacar dentre outros candidatos para uma mesma vaga.

Algumas pessoas acreditam que a capacitação profissional ou o ensino superior garantem uma boa colocação profissional, todavia, algumas outras dicas práticas podem lhe auxiliar na conquista de uma vaga de emprego tão almejada. Conheça-as.

Como encontrar vagas de emprego na internet?

Atualmente, com o avanço da era digital, o setor tecnológico tem facilitado a rotina de muitas pessoas, inclusive para localizar e se candidatar a oportunidades laborais. Leia abaixo alguns desses métodos.

Linkedin

O LinkedIn é uma rede social de empregos. Lá, é possível buscar no campo de pesquisa por uma empresa e consultar na aba “vagas” as oportunidades disponíveis em uma empresa.

No entanto, também é possível buscar nas vagas diretamente por oportunidades voltadas a  cargo ou profissão que deseja.

Após a localização de uma vaga que o candidato tenha interesse, basta clicar em “candidatar-se agora” para enviar o seu currículo diretamente pelo LinkedIn ou ser redirecionado ao site do cliente para cadastrá-lo.

Há ainda a opção de inserir o selo #OpenToWork em seu perfil do LinkedIn ao clicar em sua foto de perfil.

Dessa maneira, empresas que buscam profissionais com as suas qualificações, habilidades ou conhecimentos o localizarão com maior facilidade, visualizando o seu interesse em uma  nova oportunidade de emprego.

Caso isso ocorra, provavelmente, a empresa o contatará por meio do chat da plataforma. Por isso, esteja sempre atento e, se possível, baixe o aplicativo em seu dispositivo móvel para não perder nenhuma notificação.

Outra dica para evitar perder uma boa oportunidade é manter as suas informações de histórico profissional, dados e, principalmente, contatos, sempre atualizados.

Portais de emprego

Os portais de emprego como Gupy, EmpregosConcursos, Vagas.com e outros, são boas plataformas para acompanhar a divulgação de novas vagas em diversas áreas.

Sempre atualizados e repletos de oportunidades, onde você pode se cadastrar, anexar seu currículo e enviá-lo para vagas de interesse iniciando a participação no seu processo seletivo.

Como encontrar vagas de emprego presencialmente?

Apesar das diversas possibilidades de aquisição de empregos online, há ainda quem prefira o contato do “olho no olho”. Tanto recrutadores tradicionalistas quanto candidatos adeptos dos métodos habituais podem optar por priorizar este formato de tratativas.

Confira algumas dicas para encontrar vagas de emprego de maneira presencial.

Jornais

Diversas vagas são divulgadas nos jornais de versão impressa ou digital. Nelas, é possível verificar algumas empresas que estão contratando. Dessa maneira, fica mais fácil para o profissional que busca uma oportunidade se dirigir diretamente à empresa que tem carência e necessidade dos seus serviços.

Distribuição de currículos

Caso o indivíduo que busca emprego não tenha feito uma triagem das empresas com vagas abertas, não possuindo uma relação ou cronograma das empresas a serem visitadas, é possível distribuir currículos aleatoriamente em locais que você gostaria de trabalhar.

Muitas vezes, há a carência do profissional mesmo antes da divulgação da vaga, o que pode fazer com que os seus serviços sejam de interesse da empresa mesmo antes de estarem com a vaga aberta, podendo ser contratado. 

Placas de contratação

Atente-se às placas de contratação, muitos comércios fixam placas de vagas abertas em suas vitrines, assim como restaurantes e empresas de outros ramos também fazem em janelas e fachadas.

Ao visualizar o cartaz ou aviso de disponibilidade e contratação em uma empresa que lhe interesse, envie o seu currículo físico ou digital sem demora.

Dicas para encontrar vagas

Além de procurar oportunidades de emprego em jornais, placas e na internet, as sugestões abaixo poderão lhe ajudar a encontrar vagas laborais.

Alertas

Tanto no Linkedin quanto na maioria dos portais de emprego, é possível que o candidato ative alertas para o recebimento de notificações ou e-mail para o caso de surgimento de uma oportunidade segundo os seus filtros aplicados (profissão, localização e outros).

Jornais

É possível acompanhar jornais locais em versões digitais e/ou físicas, semanalmente ou diariamente são publicadas vagas de emprego na sessão de classificados. 

Portais de empregos

Cadastrar-se na newsletter do portal de empregos também pode ser uma boa opção, assim, você será constantemente notificado por e-mail sobre novas oportunidades.

Além disso, acompanhar as vagas diretamente nos portais facilita a identificação de uma oportunidade para que você se identifique e agilize a candidatura.

Redes sociais

Redes sociais como o LinkedIn e o Facebook Empregos são focos de muitas oportunidades profissionais, visto que são voltadas especialmente para este objetivo e possuem grande número de usuários. Verifique as oportunidades e cadastre-se também.

Como funciona um processo seletivo de uma vaga de emprego?

Quanto ao processo de seleção dos candidatos, cada empresa pode desenvolver o seu próprio protocolo, que pode ser compreendido por diversos testes, entrevistas, dinâmicas e outros processos.

Todavia, selecionamos o funcionamento mais comum de processos seletivos para delineá-lo, esclarecendo algumas dúvidas comuns.

Currículo

A primeira etapa é o recebimento do currículo por parte da empresa, seja este feito de maneira presencial, online, ou automatizada por meio de sistemas, plataformas ou redes sociais. Por isso, capriche no currículo! Ele é o seu primeiro contato com a empresa.

Triagem

Após o recebimento dos currículos, um profissional de recursos humanos, captação de talentos ou outro do segmento os analisa, filtrando por diversos parâmetros os profissionais que se adequam às necessidades da empresa, normalmente, levando em conta:

  • capacitação,
  • experiência profissional,
  • conhecimentos práticos,
  • local geográfico de residência,
  • linguagem utilizada, entre outros.

Testes teóricos e/ou práticos

Tendo feito a primeira pré-seleção dos candidatos, é costume que a empresa entre em contato com estes por telefone, email ou outro meio digital, para a aplicação de testes teóricos e práticos. Por isso, ao se candidatar para alguma oportunidade de emprego, fique sempre atento ao seu celular e e-mail.

Dessa maneira, dependendo da área de atuação e/ou localização da empresa, os testes podem ser aplicados de maneira presencial mediante agendamento ou de forma digital.

Entrevistas

Os candidatos que forem aprovados nos testes, obtendo um resultado satisfatório segundo a visão da empresa, costumam ser chamados para uma entrevista presencial ou por videoconferência.

Este é o momento de se apresentar, falar um pouco mais sobre suas conquistas, objetivos, habilidades e experiências, além de responder a todos os questionamentos dos entrevistadores.

Contratação

Os candidatos que passarem por todo o processo de seleção com bom desempenho, apresentação e engajamento são os contratados.

Durante as análises e contatos com o possível colaborador, normalmente, ambas as partes costumam sentir uma conexão quanto aos propósitos, rotinas e cultura, o que é bastante importante para a permanência de uma parceira profissional.

O que escrever no e-mail para uma vaga de emprego?

Muitas empresas disponibilizam no anúncio da vaga o e-mail de contato para envio de currículo. Fazer isso é muito bom, principalmente para os candidatos que possuem a  certeza do recebimento direto do recrutador em vez de terceiros.

Se este for o caso da vaga em que deseja se candidatar, utilize essas dicas que selecionamos para escrever um excelente e-mail de candidatura.

Apresente-se

Primeiramente, apresente-se. Não esqueça de inserir o seu nome e, se quiser, sua idade. Torna-se mais real conversar com alguém que você sabe quem é do que com um “fantasma”.

Mesmo que o arquivo do seu currículo já possua essas informações, é necessário incluí-la no corpo do texto, visto que o recrutador lerá o que você escreveu e em um segundo momento analisa o seu currículo.

Explique como conheceu a empresa

Informe ao recrutador como conheceu a empresa ou localizou a vaga, se por meio de algum jornal, portal de emprego, anúncio em redes sociais ou outros.

Esclareça a vaga de interesse

Deixe claro a vaga que tem interesse, pois, muitas vezes, principalmente empresas em expansão, costumam abrir várias oportunidades de uma só vez.

Caso envie o seu currículo sem essa informação, poderá ser um pouco trabalhoso ou até impossível que o recrutador identifique para qual vaga você deseja se candidatar.

Uma dica é inserir também a vaga de interesse no assunto do email, por exemplo: Candidatura – operador de caixa.

Anexe seu currículo

Não esqueça de anexar o seu currículo ao email. Evite inserir a imagem do currículo no corpo do email. É preferível utilizar a opção “anexar”, normalmente identificada por um ícone de clipe.

Fique atento ao nome do arquivo. Uma sugestão é inserir “seu nome+sua profissao”. Assim, caso o recrutador arquive seu currículo para uma próxima etapa ou oportunidades futuras, poderá facilmente localizá-lo.

Coloque-se à disposição

Para finalizar o e-mail, coloque-se à disposição para uma entrevista ou quaisquer esclarecimentos, além de agradecer o tempo investido pelo recrutador para a leitura do seu texto e análise do currículo.

Como encontrar vagas de emprego e oportunidades – Guia completo 1

Como fazer um bom currículo para vagas de emprego?

Visto que o currículo é a primeira apresentação do candidato à empresa, é importante que ele seja bem escrito e se destaque entre os demais.

Para isso, selecionamos algumas dicas que podem lhe ajudar a desenvolver um currículo perfeito!

Insira seus dados pessoais e de contato

É importante inserir o seu nome completo, email, telefone, onde reside, idade e, se tiver, o perfil em redes sociais profissionais, como o LinkedIn. Esses são dados essenciais e sua ausência pode causar estranheza e impossibilidade de comunicação.

Todavia, dados como RG, CPF, nome dos pais e outros podem ser desnecessários e irrelevantes nesse primeiro momento, portanto, evite-os.

Especifique uma área de atuação

Após a apresentação dos seus dados pessoais, insira a sua área de atuação pode ser interessante apresentar-se como um profissional de atuação definida. Isso pode causar  destaque ao comunicar com o que você trabalha. 

Alguns exemplos são:

  • Redes sociais,
  • Publicidade online,
  • Recursos humanos e gestão de pessoas,
  • Finanças e controladoria,
  • Enfermagem,
  • Comercial.

Porém, fique atento: este é o espaço para inserir a sua área de atuação e não o cargo desejado, como: gerente de compras, assistente comercial ou analista de redes sociais.

Não esqueça de sua formação educacional

É bastante importante que o recrutador esteja ciente de todos os cursos, treinamentos e instruções acadêmicas relevantes que você tenha adquirido na área de atuação em questão. Este pode ser um fator decisivo no momento da escolha da contratação.

Por isso, separamos alguns módulos que podem ser inclusos em seu currículo conforme a sua formação educacional, confira.

Estudos acadêmicos

Descreva o seu grau de ensino, que pode ser:

  • fundamental,
  • médio,
  • graduação,
  • pós-graduação.

Nos casos de ensino superior, indica-se a inclusão do curso realizado, por exemplo:

  • letras,
  • filosofia,
  • administração,
  • medicina,
  • direito,
  • engenharia.

Você também pode inserir o período que está cursando e a instituição na qual está matriculado. Fique à vontade para inserir outras informações que julgue necessárias.

Cursos

Caso você possua cursos técnicos, extracurriculares, experiências internacionais ou participações em eventos que possam aumentar as suas chances de ganhar a vaga, não deixe de inseri-los.

Analise bem antes de finalizar essa parte do seu currículo. Evite fazer uma lista muito extensa ou inserir  muitos detalhes sem importância.

Você pode, simplesmente, inserir o título, a instituição e a data. Como no exemplo abaixo:

  • Curso de monitoria de redes sociais, pelo Instituto Midiático – maio, 2014.

Qualificações profissionais

Aqui, insira as suas principais qualificações quanto às áreas de atuação e seu desenvolvimento nelas, como por exemplo:

  • Redes Sociais – planejamentos, produção de conteúdos e interação com o público no Instagram e no Facebook, seguido do encaminhamento de solicitações, quando necessário.

Evite apresentar uma lista muito extensa e cansativa. Selecione apenas as qualificações que têm mais a ver com a vaga em questão.

Detalhe sua experiência profissional

Uma das principais artes do currículo é a experiência profissional, por isso, atente-se a esta etapa e não deixe passar nenhuma informação importante.

Não esqueça de informar todas as suas experiências mais recentes e relevantes. Ordene-as da mais recente para a mais antiga.

Em cada uma delas insira os seguintes dados:

  • nome da empresa,
  • período de atuação,
  • último cargo ocupado,
  • descrição das suas atividades.

Caso você possua muitas experiências profissionais e perceba que seu currículo ficará muito longo, selecione apenas as mais importantes para inserir. Evite ao máximo um currículo com mais de uma página.

Destaques e habilidades

Este espaço é destinado a inserção de informações como:

  • reconhecimentos e troféus – quando o colaborador recebe uma menção sobre suas realizações ou outros motivos.
  • destaques –  gerente mais novo, fundação de um projeto, desenvolvimento de uma plataforma, entre outros.
  • habilidades – você pode inserir informações tanto profissionais (Photoshop, Corel Draw, Google Ads entre outros) como pessoais (organização, atividade, resiliência, entre outros).

Emprego de linguagem

Escolha uma linguagem de fácil entendimento, todavia, não fuja da formalidade para evitar aspecto de desleixo. Tenha em mente que currículos imensos e com muitas palavras difíceis podem se perder em uma pilha de documentos, ou até mesmo diminuir o interesse de quem o lê.

Outro aspecto que merece atenção são os erros de português. Por isso, faça uma revisão minuciosa em todo o seu currículo. Caso tenha dúvidas sobre a grafia de alguma palavra, consulte no Google ou em um dicionário online. 

Foto

Caso opte por inserir sua foto, escolha uma simples, natural e simpática. Atente-se ao look que estiver usando na foto, evite roupas reveladoras, trajes de banho ou festas.

Procure um local com boa iluminação e de fundo liso, garantindo uma foto profissional, de qualidade e bem apresentável.

Recursos gráficos

Os recursos gráficos podem ser muito úteis, principalmente para profissionais que atuam com métricas, finanças, design e afins.

Todavia, insira esses recursos somente se forem relevantes, evite bordas, flores, muitas fontes, efeitos e cores, enfim.

Ainda sobre a fonte, escolha uma que seja de fácil leitura, evitando modelos cursivos, rebuscados ou enfeitados.

Sites para procurar emprego

Com o seu currículo pronto, já é possível procurar oportunidades para enviá-lo. Existem diversos portais de empregos que facilitam a localização de vagas para o seu perfil. Confira quatro deles abaixo.

  1. Empregos concursos

O Empregos Concursos conta com uma ampla relação de emprego para todo o país, podendo filtrar as vagas por:

  • estado,
  • escolaridade,
  • empresa,
  • data de publicação,
  • regime de contratação,
  • área profissional.

Ao consultar as vagas do portal de empregos, é possível consultar informações como:

  • salário,
  • demanda,
  • requisitos,
  • benefícios e outras informações relevantes.

Ao clicar em “candidatar-se à vaga”, o profissional é encaminhado para o site da empresa para finalizar a sua candidatura.

  1. LinkedIn

Como já mencionado, o LinkedIn é uma rede social de empregos utilizada por grandes marcas e nomes do mercado de trabalho nacional e internacional como:

  • Coca-Cola,
  • Unilever,
  • Nestlé,
  • Bradesco,
  • CI&T.

Na aba ”vagas” do LinkedIn, você pode consultar vagas em todo o mundo filtrando-as por localização, cargo e diversos outros métodos de triagem.

Nesta plataforma, é possível o envio do currículo por meio do anexo direto ou por meio de redirecionamento ao site da empresa, sendo definido pelo contratante.

  1. Gupy

O Gupy é um portal de empregos, nele são constantemente cadastradas oportunidades de emprego para empresas de marcas renomadas como:

  • Vivo,
  • Itaú,
  • Santander,
  • Ambev,
  • Renner.

No Portal Gupy, você procura no campo de pesquisa diretamente a vaga que busca e lhe será entregue uma relação de todas as vagas cadastradas com aquela palavra-chave.

Clicando em “Ver mais detalhes desta vaga”, você será encaminhado para uma página onde conterá todos os dados necessários da vaga, bem como informações sobre a empresa, funcionamento e cultura.

Ao clicar em “Candidatar-se para essa vaga” no botão azul localizado no canto superior direito da tela, você será convidado a se cadastrar no site ou realizar o login com sua senha pré-cadastrada.

Em seguida, pode encaminhar o seu currículo e já estará participando do processo seletivo, sendo notificado via e-mail sobre cada avanço, necessidade de realização de testes, contratação ou encerramento da vaga.

  1. Vagas

O Portal Vagas funciona de maneira similar aos demais. Em sua página inicial, é possível buscar por empregos específicos. Ao pesquisar por uma profissão ou área específica, você será encaminhado para uma listagem de oportunidades.

Entrado em cada uma delas, é possível consultar as informações de demandas e benefícios, bem como outras informações pertinentes à vaga.

Para enviar o seu currículo basta clicar em “candidatar-se” no topo da tela e, mediante cadastramento na plataforma ou acesso de login, poderá fazê-lo.

Sites para freelancer encontrar trabalho

Há quem prefira atuar como freelancer. Este termo se refere a profissionais que atuam de maneira independente sem vínculo empregatício com a empresa, atendendo a demandas avulsas ou periódicas.

Conheça alguns sites de oferta e procura para profissionais freelancer.

Todas essas plataformas funcionam da mesma maneira. Você as acessa e realiza seu cadastro escolhendo um login e senha para possibilitar futuras candidaturas.

Feito isso, é possível buscar por projetos específicos em sua área, algumas dos segmentos encontrados nesses sites são:

  • garçons,
  • serviços,
  • contabilidade,
  • finanças,
  • video,
  • fotografia,
  • produção de conteúdo,
  • administração de mídias sociais,
  • cantores,
  • limpeza.

Clicando na oportunidade, você poderá enviar a sua proposta. Nele você informa o valor que deseja cobrar pelo serviço descrito.

É importante mencionar que plataformas de mediação para serviços freelance costumam cobrar uma porcentagem do valor referente aos serviços prestados.

Todavia, no momento de apresentar a sua proposta, já será calculado e apresentado em um sistema similar a uma calculadora inteligente o valor final que o cliente pagará e quanto disso será absorvido pelo sistema.

Um aspecto positivo de trabalhar com esse método, além da facilidade de localizar clientes é que, após a finalização do serviço, o cliente poderá avaliá-lo e esses feedbacks agregam mais autoridade ao seu perfil.

Além disso, as plataformas são bastante seguras quanto à transação de valores e garante o pagamento ao profissional, mediante a entrega do proposto acordado.

O que devo falar em uma entrevista de emprego?

Para quem tem preferência pela estabilidade oferecida pela CLT, sabe que encara um processo seletivo mais criterioso e, muitas vezes, extenso. Sabendo disso, relacionamos algumas dicas de o que falar em uma entrevista de emprego.

Apresente-se

Logo no início da entrevista, apresente-se. Apesar de o recrutador ter analisado o seu currículo, é cordial da sua parte fornecer uma boa impressão neste primeiro contato.

Além disso, para uma única vaga, costuma-se analisar dezenas, senão centenas de currículos, assim como realizar diversas entrevistas. Por isso, apresentar-se pode evitar qualquer tipo de situação embaraçosa por conta de alguma confusão por parte do recrutador.

Seja gentil

Deseje boa tarde ou bom dia ao recrutador, seja cordial, agradeça pela oportunidade e pelo seu tempo investido na entrevista. Seja gentil e simpático! Isso faz toda a diferença e pode tornar a conversa mais leve e agradável.

Fale sobre suas experiências e habilidades

Este é o momento de explicar todas as demandas relevantes que realizou em outros empregos.

Explique um pouco mais sobre suas habilidades e conhecimentos e diga o motivo do qual se interessou pela vaga e por que acredita ser a pessoa ideal para atuar nas atividades relatadas com base em sua experiência profissional.

Não utilize de falsa modéstia, mas não exagere

Muitas pessoas, quando se deparam com recrutadores em entrevistas, ficam tímidas e não querem passar a impressão de prepotência. De fato, ser prepotente não é algo bom quando se busca um emprego. Todavia, existe uma linha tênue entre essas duas posições.

Não há problemas em você dizer que se considera a pessoa ideal para a oportunidade e justificar por meio de habilidades profissionais e interpessoais o motivo disso. Além disso, falar sobre suas qualidades poderá deixar o recrutador mais seguro em escolhê-lo.

Outro posicionamento importante é não ressaltar aspectos negativos de empregos anteriores. Dizer no currículo que você é resiliente e na entrevista discorrer informações negativas sobre empregos anteriores é inteiramente incoerente.

Quando conversar sobre experiências profissionais anteriores, procure falar sobre os aprendizados e construções positivas que teve em seu caminho.

Como passar numa entrevista de emprego?

Tendo seguido todas as dicas apresentadas até aqui, suas chances de aprovação em uma entrevista de emprego, possivelmente, já serão bem altas. Mesmo assim, selecionamos algumas dicas cruciais para um bom resultado, confira abaixo.

Prepare-se com antecedência

É importante que, antecipadamente, o candidato busque por mais informações da empresa como gerência, cultura, comportamento, dress code e outras informações. Assim, poderá adaptar a sua linguagem, vestimenta e outros detalhes às preferências da instituição.

Fazer isso também garantirá que você esteja mais preparado para responder coerentemente algumas perguntas e esteja mais seguro diante do recrutador.

Demonstre interesse

Não espere que o recrutador faça todo o trabalho sozinho. Torne a entrevista conversativa, fale sobre coisas importantes ou interessantes da sua vida profissional mesmo que não lhe seja perguntado.

Para fazer isso, você pode começar com “acho importante que a empresa saiba que…” ou “outra informação relevante sobre minha carreira é que…” ou outras expressões similares. Porém, tenha cuidado para não parecer desrespeitoso, afobado ou desatencioso.

Demonstre interesse ao falar isso. Apesar de parecer óbvio que se você está na entrevista possui interesse na vaga, muitas pessoas comparecem às entrevistas sem pretensão ou real desejo de atuar junto à empresa.

Frases como “eu tenho muito interesse nesta oportunidade” ou “ seria ótimo para mim e minha carreira profissional atuar nesta empresa” podem demonstrar com clareza o seu interesse.

Faça perguntas

Seguindo a ideia de fazer da entrevista um diálogo, pense em perguntas que poderia fazer ao recrutador. Algo como “por que você gosta de trabalhar aqui?”, “a empresa possui plano de carreira?” ou “poderia me falar um pouco sobre a cultura da empresa?”.

Essas perguntas também demonstram interesse da parte do candidato e lhe auxiliam no conhecimento da empresa e sua gestão.

Não minta

Nunca afirme em seu currículo que domina alguma alguma habilidade, realizou algum curso ou tem alguma experiência que não seja verdade.

Relações são construídas com base na confiança. Em algum momento será descoberto a sua falta com a verdade, destruindo qualquer aspecto de confiabilidade, senão na entrevista após a contratação.

Como se comportar em uma entrevista?

Muitas vezes, ficamos ansiosos ou nervosos e, numa entrevista de emprego, sentimos-nos sob pressão e, por isso, nos comportamos de maneiras indevidas. No entanto, prepararmo-nos com antecedência e ter em mente como agir pode ajudar neste aspecto, confira essas três dicas para aplicar na sua próxima entrevista.

Seja atencioso

Quando uma pessoa fica nervosa, pode ser que sua mente fique acelerada e isso faça com que seus pensamentos se dispersem por outros assuntos ou que ela pense nas próximas coisas que irá falar. Porém, caso isso ocorra durante uma entrevista, o candidato pode perder o foco, e transparece falta de atenção ao recrutador.

Por isso, prefira ser atencioso, perguntar se o recrutador vai bem, comente sobre a beleza da planta no escritório, o clima agradável ou outro assunto comum. Além disso, durante a conversa, procure manter a atenção voltada somente ao recrutador e a pauta abordada no momento.

Tenha calma

Respire e fique calmo. O diálogo deve fluir naturalmente, então não se sinta pressionado, nem preocupe-se mais do que o necessário.

Uma técnica de respiração calmante indicada pela psicóloga Ana Oliveira, de Maringá, para pessoas muito ansiosas é inspirar durante quatro segundos, segurar o ar por oito e expirar durante doze segundos, repetir o processo três vezes e na sequência encher e esvaziar totalmente os pulmões.

Caso você seja uma pessoa nervosa ou ansiosa, tente esta dica que pode te ajudar em diversos momentos da vida.

Demonstre empatia

Demonstrar empatia tem a ver com se colocar no lugar do outro. Você pode fazer isso, por exemplo, caso o recrutador atrase alguns minutos para lhe atender. Em vez de ficar bravo ou frustrado, tente entendê-lo e demonstrar isso.

Outra situação para ser empático pode ser em caso de reagendamentos, mudanças de salas e demais circunstâncias. Busque demonstrar essa qualidade sempre que possível. 

Como se comportar em uma entrevista por vídeo chamada?

Após o início da pandemia do coronavírus no Brasil, em 2020, tanto a atuação em home office quanto às entrevistas e calls se tornaram mais comuns. Se esse for o caso, além das dicas mencionadas, atente-se às sugestões abaixo.

Teste seus equipamentos com antecedência

Antes da entrevista, teste se seu computador está funcionando corretamente, verifique a estabilidade da conexão com a internet, áudio e vídeo para garantir que tudo ocorra da melhor maneira e sem imprevistos tecnológicos.

Escolha um local tranquilo

Procure realizar a entrevista em um local tranquilo, sem mais pessoas que possam o atrapalhar ou mesmo barulhos externos que possam causar ruídos que atrapalhem a comunicação.

Neste momento, até os pets podem causar transtornos. Portanto, aproveite para dar atenção a eles antes da entrevista, e no momento da conexão, esteja completamente sozinho.

Por se tratar de uma videochamada, muitas vezes não é possível fazer o contato “olho no olho”, por isso, muitas vezes pode ser difícil manter o foco e a atenção. Estar em um local sem distrações pode ajudar.

Mantenha um diálogo

Evite um monólogo ou um questionário. Converse com o recrutador. Isso fará com que o diálogo flua com maior facilidade e ambos se sentirão mais à vontade para conversar.

Vista-se de forma adequada

Apesar de estar na sua casa ou em um local cômodo, escolha uma vestimenta adequada. Evite roupas reveladoras ou desleixadas. Isso poderá demonstrar o profissionalismo que você terá ao atender as demandas da empresa em momentos posteriores.

Tenha postura

Evite fazer a entrevista sentado no sofá, em sua cama ou em outros locais que possam ser aconchegantes demais. Procure uma mesa ou um local que possa apoiar fixamente a sua câmera e demonstre postura profissional. Mantenha a coluna ereta e tenha um comportamento bem apresentado faz uma grande diferença.

Com todas essas dicas, fica mais fácil se preparar para uma entrevista de emprego e obter um bom resultado. Além disso, agora você sabe como encontrar vagas de emprego e oportunidades profissionais.

Salve este conteúdo para não perder nenhuma das sugestões e compartilhe com os amigos. Conte nos comentários qual outra técnica você utiliza para procurar empregos ou se preparar para uma entrevista!